Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Jaguar Perfumado

aqui... asas para voar, raízes para regressar e motivos para ficar! - Dalai Lama -

Jaguar Perfumado

aqui... asas para voar, raízes para regressar e motivos para ficar! - Dalai Lama -

Qui | 03.09.20

Melhor banda sonora

...do filme corriqueiro que seria, sobre a minha vida!

Frankie

2D4F2D10-3B86-4AB0-9A1A-5280B7B5BC17.jpeg

A melhor banda sonora é aquela que interpela as cenas de um filme com um som que exacerba cada cena, cada passagem e cada momento de uma película.


A banda sonora, num filme, é peça fundamental, porque incute poder e relevância a imagens que de outra forma poderiam passar despercebidas, ou pelo menos, desprovidas do significado ou o impacto que devem assumir.

O valor de um filme, está enfim, no conjunto de vários elementos que ao serem conjugados perfeitamente, dão origem a um resultado avassalador, verdadeiramente marcante e perturbador pelo impacto que pode causar e pela influência que pode representar.

No meu entender, num filme, a banda sonora é crítica e tem de ser arrojada, perfeitamente ajustada e integrada. Qualquer filme por mais despojado que seja tem de incluir uma banda sonora.

Não há nenhum realizador no mundo que, como expetador atento da minha vida, pudesse potencialmente considerá-la boa fonte de inspiração para um filme. O argumento seria, definitivamente, aborrecido e banal.

Contudo, e perfeitamente consciente que sou disso, por mais corriqueira e pouco glamorosa que a minha vida possa, aos olhos dos outros ser, se desse um filme, seria sem qualquer dúvida, digna de incluir a sua própria banda sonora.

Seria totalmente impossível, alguém, perceber e embrenhar-se na minha história sem ter uma noção destas músicas que compõe a minha banda sonora. Todas elas contam uma história. Cada uma delas identifica um momento, contempla uma imagem, um sentimento, uma emoção.  

É uma banda sonora concreta que me acompanha e me define. São músicas, sons, letras que me resumem como pessoa. Desde sempre me amparam nos momentos mais tristes, me alegram nos momentos mais ligeiros e me embalam quando só preciso descansar. É, na música, que encontro a companhia certa para cada estado de alma.

A música, como uma forma de arte, interfere com todas as minhas emoções e influencia o meu estado de espírito. Por vezes, chega mesmo a modelar-me. Traz-me novas formas e acrescenta-me como pessoa. Despoleta em mim sentidos ocultos ou ignorados, solta-me ou, então, dá-me a mão e leva-me por novos caminhos.

A música tem a capacidade de me acolher e de me expor, proteger e libertar, a música tem o dom de nos fazer dançar.
Por isso, mesmo corriqueiro, se a minha vida desse um filme, este teria definitivamente uma banda sonora magnífica!