Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Jaguar Perfumado

aqui... asas para voar, raízes para regressar e motivos para ficar! - Dalai Lama -

Jaguar Perfumado

aqui... asas para voar, raízes para regressar e motivos para ficar! - Dalai Lama -

Seg | 17.08.20

um brilho no olhar

Frankie

brilho_olhar.jpg
img. by 500px.com

Tudo nos seus olhos me dizia que era para seguir. O brilho, a intensidade de um olhar assim que nos deixa indefesos, com a nítida certeza de que o mundo termina ali… de que,  não há nada mais, a partir dali.

Aquele olhar é em si, um túnel repleto de subtilezas que pela sua intensidade desmesurada atraem e seduzem a entrar como se de uma porta se ostentasse, sem que exiba qualquer outra alternativa! Naquele momento é óbvio que a vida possível terá de passar por ali, por aquele túnel iluminado que é, tão somente, o sonho de poder entrar e encarnar numa nova dimensão extrassensorial e quase espiritual ou mesmo, inumana. Um olhar assim arrebata, um olhar assim transcende, sobrepõe-se a qualquer outro desígnio que insista ou persista. Naquele momento não há escolha possível que não seja entregar e depositar todas as esperanças, todos os desejos mais ambiciosos e mergulhar na fé de que só pode correr bem! Entrego-me, despojada, vulnerável sem quaisquer defesas, disposta a abraçar o desconhecido.

Uma nova vida está prestes a emergir. Aceito a rutura que, aqui, é inevitável.

Esses olhos que me perdem são os mesmos que me deixam ver para além do que é visível. Entro neles e deslizo veloz, entro num mundo que já não é só meu, é nosso. Vejo claramente muito para além do que outros podem ver, sou capaz de contemplar que, ali, há muito mais, realizo a sua profundidade e mergulho num mundo de sonhos, desejos, anseios, aspirações. Vejo que é muito mais grandioso do que poderia imaginar, é igualmente humilde, honesto, verdadeiro e tão mais simples e inocente do que poderia adivinhar.

Esses olhos que me enfraquecem são os mesmos olhos que agora me oferecem poder, que me conferem a segurança que não tinha, não conhecia, nem sabia existir.

Fico grata, realizo-me ali mesmo como uma nova pessoa bem mais confiante, bem mais segura, acima de tudo percebo que sou feliz!
Apaixono-me pelo que vejo, confio no que sinto, decido que ali posso ficar e confiar. A minha vida passa por contemplar aquele olhar sem medo, passa por permanecer sem apreensão de qualquer natureza.
Aquele olhar é o meu, juntos somos um!